Sono depois de comer

Já alguma vez se interrogou porque é que certas vezes fica com sono após uma refeição?

Independentemente das horas de descanso que se cumpre, o sono está também relacionado com a alimentação e metabolização do organismo.

A glicose ou glucose (um hidrato de carbono), quando ingerida, desencadeia uma reação no hipotálamo, fazendo com que este promova a descida dos níveis de oxerina no corpo (proteína que tem como função, manter-nos atentos e em estado de alerta). Esta reação ocorre como forma de beneficiar a digestão e a absorção de nutrientes. Quanto maior for o pico de açúcar criado na digestão, maior será a produção de oxerina. Por isso os carboidratos complexos podem ser benéficos para este tipo de situções. Entenda a diferença entre carboidratos simples e carboidratos complexos.

sonolencia depois de comer

Quando fazemos exercício físico, o hipotálamo dá informação para o organismo se focar nas contrações musculares e aumentar o fluxo sanguíneo nas zonas em questão. O fluxo de energia é direcionado para os músculos e o corpo "desliga" outras funções para otimizar este processo.

Na digestão ocorre a mesma coisa. O corpo desliga funções que a comprometem, prevenindo a pessoa de realizar outras atividades que podem prejudicar a sintetização dos alimentos.

Normalmente aos fins de semana tem-se por hábito de fazer as ditas "refeições pesadas" (ricas em hidratos de carbono) que exigem um maior esforço digestivo, e aí se percebe a vontade de ficar deitado no sofá nas tardes de domingo...

0 comentários