Benefícios dos Óleos Essenciais

É natural que já tenha ouvido falar de óleos essenciais em diversos contextos, quer se refiram eles à estética/cosmética assim como à saúde e higiene.
O que são óleos essenciais e para que servem? Quais são os seus benefícios?

Antes de mais convém explicar que estes produtos derivam de plantas e portanto trata-se de um campo que ainda está pouco explorado e muitos benefícios estarão por se descobrir.



Os óleos essenciais são produtos extraídos de várias partes de cada tipo de planta (folhas, flores, caule, raízes, fruto...), porém apesar de se denominarem por "óleos", estes não apresentam características de oleosidade (como o azeite e outros óleos alimentares).

 Após uma extracção precisa e bem efectuada é possível obter então apenas a parte "essencial" da planta que possui propriedades químicas importantes. Este produto final apresenta-se extremamente concentrado, volátil e aromático.


Para que servem os óleos essenciais?

Os óleos essenciais podem ser usados para a fabricação de perfumes, desodorizantes, ambientadores e muitos outros produtos aromáticos, assim como para alguns fármacos, produtos desinfectantes, de aplicação cutânea, etc...
Quando usados na aromaterapia e aplicação cutânea eles podem oferecer lhe qualquer que seja o benefício que procura, é só escolher o óleo essencial certo para o determinado problema.

Devido à sua alta concentração química, estes compostos podem fazer a diferença, uma vez que para obter cada 10ml de óleo são necessárias quantidades enormes de cada planta.
Relativamente à sua densidade estes óleos penetram facilmente na pele conseguindo até entrar na corrente sanguínea obtendo assim características terapêuticas.


Como são extraídos os óleos essenciais?
 
Para a extracção dos óleos essenciais, são usados diferentes métodos, uma vez que cada planta tem características diferentes, e pode não suportar determinado método. Entre os mais conhecidos e de um modo geral estão a destilação, a compressão e também o método de extracção por solvente, sendo a destilação o método mais utilizado. Dentro de cada método existem diferentes submétodos que podem ser executados. A destilação a vapor é o mais comum, sendo possível a qualquer pessoa extrair óleos essenciais em casa com a ajuda de um alambique ou uma alquitarra.

A aplicação dos óleos essenciais pode ser usada por via cutânea e por inalação (aromaterapia), porém, deverá se informar correctamente antes de usar qualquer produto, pois alguns apresentam-se  tóxicos e corrosivos, podendo danificar o corpo. Nunca os ingira por via oral!

Ao contrário de experimentar infusões ou chás de plantas, a fabricação de óleos essenciais requer uma experiência e uma responsabilidade muito maior, estamos a jogar com concentrações da planta centenas de vezes maiores do que as de qualquer chá, portanto cada pessoa deve estar informada sobre as propriedades e benefícios assim como os perigos de qualquer planta que vá experimentar.

0 comentários