O óleo de rícino ou óleo de mamona é uma das substâncias da natureza mais eficazes na promoção conjunta da nossa saúde e beleza. É importante promover os seus benefícios visto que se trata de um produto natural tão barato, inofensivo e eficiente.

Podemos dizer que qualquer que seja a sua debilidade ou complicação de saúde, pode ser atenuada ou mesmo revertida devido ás propriedades do óleo de rícino.

O que torna este óleo vegetal tão interessante é que ele se adequa tanto para efeito terapêutico como para efeito cosmético, levando a uma grande adesão por parte das mulheres mas também dos homens.


Usos do Óleo de Rícino

Para quem sofre de queda de cabelo, falhas de sobrancelha e pestanas sem relevo, este é o óleo certo! Aplicando-o sobre essas áreas críticas podemos ver grandes melhorias em apenas algumas semanas. Tudo vai depender da natureza tóxica da pessoa, isto é, a acumulação de substâncias corrosivas que a pessoa absorveu ao longo da sua vida que impedem a regeneração celular. O óleo de rícino é um aliado muito poderoso para eliminar as toxinas do organismo. Ele tem a capacidade de penetrar na barreira da pele entrando nos fluidos intersticiais envolvendo as tais substâncias maléficas. Veja - óleo de rícino para a queda de cabelo
uso estético e terapêutico

Benefícios Estéticos

- Acaba com a queda de cabelo;
- Faz nascer novo cabelo;
- Faz o cabelo crescer mais rápido;
- Dá brilho natural, preserva a cor e previne o cabelo espigado;
- Protege a pele e cabelo das agressões externas;
- Reduz as rugas e sinais de idade;
- É um dos melhores produtos hidratantes;
- Promove a síntese de colágeno e queratina;
- Devolve elasticidade à pele;
- Reduz certas manchas e atenua cicatrizes;

O ideal mesmo é aliar uma boa dieta com a aplicação diária do óleo de rícino. É garantido que em pouco tempo terá um novo visual bem atraente! Mas este produto natural não serve apenas para melhorar a nossa estética... na verdade ele tem imensos efeitos terapêuticos, muitos deles importantes no controlo e prevenção de doenças ou complicações graves relacionadas com o sistema imunitário e a área cerebral.

Uma das aplicações comuns do óleo de rícino é para a dor muscular. Existem diversos relatos de sucesso de pessoas que aplicam sobre a área dorida e em pouco tempo sentem melhorias, como se fosse um produto analgésico. Este efeito deve-se a um composto muito particular do rícino chamado ácido ricinoleico (uma forma de ómega 9) que age com características anti inflamatórias. Na verdade esta substância é muito potente e está presente em grande parte da composição do óleo, atribuindo lhe muitas vezes mais eficácia do que outros produtos sintéticos vendidos nas farmácias.

O óleo de rícino deve ser usado por pessoas que sofrem de problemas degenerativos relacionados com a densidade óssea e cartilagem, como por exemplo a artrite reumatóide e a osteoporose. Muitas pessoas sentem melhorias após aplicar sobre a pele (próximo das áreas mais afetadas).

A degeneração neuronal é também um grande problema que tem aumentado de dia para dia na nossa sociedade. O ómega 9 tem efeitos muito positivos na prevenção e controlo de doenças como o Parkinson e demência. Mas o óleo de rícino não é apenas ómega 9. É uma química muito particular onde o valor está também nas combinações de substâncias que atuam em sinergia. O facto de ser um produto rico em vitamina E melhora as chances do ácido ricinoleico atingir a sua meta.
Sementes
O óleo de rícino é também um produto eficiente no tratamento do câncer. É bom referir que uma terapia eficiente para este tipo de problema requer outras ações complementares, mas no geral podemos afirmar que este produto é interessante quando lidamos com certos tipos de tumores, nomeadamente carcinomas.

O tratamento com óleo de rícino beneficia ainda todos aqueles que sofrem de falta de imunidade, por mérito das suas características de controlo biológico que impedem a proliferação incontrolada de microorganismos nocivos.

Benefícios terapêuticos

- Previne o aparecimento de câncer e auxilia no seu tratamento;
- Promove a regeneração celular e previne o envelhecimento desregulado;
- Ajuda a desintoxicar o organismo de substâncias nocivas;
- Tem um papel eficiente perante doenças auto-imunes;
- Repele condições neurológicas como o Alzheimer e o Parkinson;
- Impede a multiplicação descontrolada de bactérias e fungos;
- Evita a progressão de problemas ósseos e articulares;
- É um bom produto para tratar dores musculares e qualquer problema que exija ação anti inflamatória;
A macadámia é um fruto seco muito saboroso que além de ser bastante nutritivo produz um óleo de enorme interesse para a saúde e cosmética.

Existem muitas receitas e tratamentos naturais à base de óleos de frutos para tratar a pele e o cabelo. O óleo de macadámia é um dos mais eficazes e os seus efeitos são rapidamente visíveis com poucas aplicações. Existe algo de diferente neste óleo dos restantes. É mais rico em gordura, porém não deixa a pele tão oleosa. Especialistas afirmam que a vantagem em utilizar o óleo de macadámia por via cutânea está na sua composição lipídica (gorduras) que é mais próxima da composição da pele relativamente aos restantes óleos. Esta é uma das razões porque a pele absorve melhor o óleo de macadámia. Assim os tecidos cutâneos são reparados com eficiência prevenindo e revertendo sinais de idade, consequentes de uma pele tóxica, desidratada e desnutrida.
para pele seca
Os benefícios do óleo de macadámia para o cabelo também são excelentes! Este é sem dúvida o óleo essencial para cabelos espigados e secos, uma vez que promove eficazmente a hidratação por via celular e melhora a elasticidade, brilho e beleza natural de um cabelo saudável.
Muitas pessoas aplicam este óleo no cabelo de um modo leve e suave, sem ter que o lavar... o óleo de macadámia liberta muito pouco odor e não é pegajoso!


Óleo de Macadámia VS tipo de pele/cabelo

Como provém de um fruto seco e apresenta alto teor de gorduras, o óleo de macadámia é mais aconselhado para pessoas de pele/cabelo seco, porem pessoas com pele oleosa também podem beneficiar dos seus efeitos sem aumentar gravemente o teor de viscosidade. O melhor mesmo é criar uma mistura de óleo de macadámia com o gel de aloé vera (babosa), altamente regenerativo e eficaz para organismos que produzem excesso de sebo.
A evitar são os cabelos oleosos, uma vez que a área capilar é significativamente sensível a qualquer gordura e humidade que desregula a função das glândulas sebáceas.

A aplicação deve ser afetuada após uma lavagem e limpeza cuidada do rosto com água morna para libertar as toxinas e melhorar a absorção.
Para rostos oleosos, será aconselhada uma limpeza facial com algodão e álcool próprio para a pele, ou também ácido salicílico.
A aplicação do óleo de macadámia no cabelo deve ser feita como a aplicação de cera. Esfregue bem o óleo nas mãos antes de espalhar, para evitar a falta de volume e viscosidade. Passe um pente fino pelo cabelo após a aplicação. Em poucos dias terá um cabelo sedoso!
O MSM é uma forma se Sulfuro Orgânico vendido como suplemento dietético para vários fins incluindo a queda de cabelo. Trata-se de um produto com imensos relatórios pela Internet de pessoas que tiveram imensos benefícios e conseguiram travar a calvice por completo.

Este suplemento parece atuar eficazmente no cabelo aumentando a circulação sanguínea e estimulando o crescimento de novos folículos. Normalmente quando o MSM funciona para pessoas que sofrem de alopecia, significa que a sua zona capilar está calcificada, um problema que pode ter diferentes origens, desde as glândulas tiróide, paratiróide ou até pituitária, que afetam o metabolismo de cálcio. Claro que o sistema linfático também pode ter muito a explicar neste aspeto. Uma alimentação rica em açúcar, alimentos processados e gorduras oxidadas e modificadas pela temperatura, levam a um aumento excessivo da acidez do corpo e ao aumento da hormona paratiróide que irá aumentar os níveis de cálcio no sangue causando a sua deposição em diferentes locais, como por exemplo o cabelo.
Sulfuro Organico
 O MSM é um ácido que ajuda a desfazer as calcificações, permitindo aumentar a circulação sanguínea no cabelo, e por consequência a sua oxigenação e nutrição são otimizadas.
Nos casos de acidez sanguínea o MSM apenas poderá funcionar enquanto o está a tomar, uma vez que parando a sua administração o organismo irá voltar a calcificar a zona novamente. É uma das razões porque o MSM não é eficaz para todos os organismos, e como já aqui referido neste site, cada pessoa é morfologicamente diferente, então cada organismo irá responder diferente a cada tratamento. Porem o tratamento com mais eficácia, a que quase todos os organismos correspondem favoravelmente é o Alecrim para o Cabelo.

O MSM pode ser muito útil para travar a queda de cabelo, e para funcionar corretamente, a pessoa deve-o complementar com os benefícios de uma dieta alcalina, uma vez que o MSM é um ácido e pode promover problemas linfáticos. A dieta alcalina ajuda a neutralizar o pH e a reduzir a calcificação da área capilar.

A administração de MSM deve ser muito cuidada. Este suplemento pode causar dores de cabeça e recomenda-se diminuir a dose consideravelmente ou até mesmo parar por 5 dias.
Para a queda de cabelo recomenda-se 500mg 2 vezes ao dia, ou 1g de manhã caso provoque insónias.
O bicarbonato de sódio é um sal com multi benefícios para a saúde. Diversos tratamentos hoje em dia incluem esta substância nos seus protocolos tal como a quimioterapia.
Diferentes medicinas entendem o potencial do bicarbonato de sódio uma vez que as suas propriedades alcalinizantes são significativas sobre o organismo. Isto tem consequências tanto positivas como negativas, porem mais positivas... tudo depende do modo de administração e das condições fisiológicas das pessoas, apesar de podermos dizer que 95% dos problemas de saúde têm uma relação com a acidez, por isso se entendem os benefícios da clorofila para a saúde, uma vez que também exerce uma ação alcalinizante de valor.

O bicarbonato de sódio é usado em diferentes métodos, oralmente, externamente pela pele, por inalação... é uma substância que combate eficazmente a acidez do corpo e automaticamente diminui e destrói os fungos do organismo que vivem em ambientes ácidos. Este tipo de ambientes são promovidos pelo excesso de stress, consumo exagerado de açúcar, alimentos processados, óleos fritos e oxidados etc. O bicarbonato de sódio tem um pH muito elevado e ajuda a estabilizar a acidez do sangue, prevenindo problemas como a descalcificação dos ossos, escolioses e osteoporose, uma vez que quando o sangue fica demasiado ácido o corpo rouba cálcio aos ossos para o neutralizar e manter os níveis de cálcio sanguíneo estáveis.

soda

O bicarbonato de sódio ajuda ainda diminuir as toxinas do corpo, uma vez que elimina alguns agentes patogénicos. Assim o mau odor também tende a desaparecer, motivo porque é tão usado na higiene oral, mesmo para desfazer o tártaro. Veja como tratar o tártaro com bicarbonato de sódio.
O sistema imunitário também é favorecido pela ação alcalina e o cortisol tende a diminuir. Alguns estudos científicos apontam para uma relação positiva entre o bicarbonato de sódio e doenças auto imunes, ainda que seja um tema "verde" e mais estudos e testes serão necessários realizar.

Doentes de câncer/cancro (principalmente próstata e cólon) podem beneficiar de terapias em que se complementam com o bicarbonato de sódio.
O bicarbonato de sódio ajuda ainda a prevenir rugas e outros sinais de idade, mantendo a pele mais estável e firme.

A administração desta substância deve ser tomada com precaução. Por norma não ocorrem grandes problemas quando aplicada sobre a pele, porem por via oral (apresar dos benefícios) deve-se ter cuidado uma vez que devido ao pH tão elevado a digestão pode ficar comprometida assim como a saúde da flora intestinal.